sexta-feira, 7 de março de 2014

25-"Eu fui pai aos 20 anos, a tua idade filha!"

-Aqui ninguém me ganha!-Disse o Enzo retirando uma bola e aproximando-se da pista para lançar a bola. Mas mais um momento para rir aconteceu: o Enzo lançou a bola e escorregou a seguir.

-Só se for nas quedas que ganhes!-Disse eu a rir. Logo a seguir ouviu-se mais uma gargalhada atrás de mim.Virei-me logo para trás e encontrei mesmo atrás de mim o Marcos e  a Patrícia.

-Olha quem são eles!Boa Noite!-Disse eu. O Enzo que já se tinha levantando e veio ter connosco.

-Boa Noite!-Disseram eles.

-Então Enzo o chão estava molhado?-Perguntou o Marcos a rir-se.

-Tens uma piada tu!

O Marcos juntou-se ao Enzo e eu e a Patrícia sentamo-nos a conversar enquanto assistíamos  a alguns momentos bastante divertidos da disputa entre os dois. O Marcos acabou por ganhar ao Enzo, o que o deixou um pouco amuado.
-Não amues amor! 

-Não estou amuado!

-É que para amuos já vai bastar o nosso filho daqui a uns tempos.

-O vosso filho? Estás grávida?-Perguntou a Patrícia.

-Sim!

-Parabéns!-Disse ela.

-Parabéns!-Disse desta vez o Marcos.

-Obrigada!-Disse eu e o Enzo ao mesmo tempo.

-Olhem para comemorar e para vos agradecer o que fizeram por mim naquela noite, que me dizem que irmos os quatro jantar a algum lado?

-Não tens nada que agradecer! Mas aceito o convite!

-Sim, não tens que agradecer, só fizemos o que devíamos fazer. Para comemorar, aceito!

Saímos do Colombo e fomos até à garagem onde cada um foi para os seus carros e conduziram até um restaurante que tinham combinado.
Foi um jantar bastante animado em que aproveitamos para comemorar e consegui esquecer por algum tempo a conversa que tinha tido com o meu pai.

No Dia Seguinte....
Eram 11:30 h quando eu acordei com o meu telemóvel a tocar. Estiquei a mão para alcançá-lo e atendi. Pela voz vi logo que era a minha mãe.
-Bom Dia!

-Bom Dia Mãe! Passa-se alguma coisa?

-Não! Quer dizer...o teu pai quer fazer uma reunião de família. Parece que tem algo para dizer a mim, a ti e à tua irmã.

-Mas é para o Enzo ir também?

-Ele faz parte da família por isso sim!

-Pode ser depois do almoço?

-Sim!

-Então até já.

-Até já!-Desliguei a chamada e saltei da cama. O Enzo ainda não tinha voltado do treino que foi primeiro da época. Por isso, aproveitei para ir tomar banho. Quando me estava já a vestir, ele entrou em casa.

-Voltei!!-Ouvi eu o Enzo dizer no piso de baixo.

-Estou na casa de banho!-Alguns segundos depois, ele já estava ao pé de mim.

-Buenos Dias!-Disse dando-me um beijo.

-Muda de roupa que vamos a casa dos meus pais. Reunião de Família!

-Tem a ver com alguma coisa de ontem?

-Não sei! Talvez! Por muda de roupa que eu vou fazer o almoço!

-Sim chefe!-Dei-lhe um beijo e desci até à cozinha.

Preparei algo rápido para pudermos demorar o menos tempo possível. Eram 14 horas quando já estávamos prontos.

...
Tocamos à campainha e alguns segundos depois a minha mãe abriu a porta. Fomos até à sala onde já estava a família toda reunida, cumprimenta-mos e sentamo-nos um ao lado do outro, de frente para o meu pai.
-Ana...-O meu pai tinha começado a falar assim de repente.-...quero te pedir desculpa por aquilo que te disse ontem, tu tens idade para decidir o que queres fazer com a tua vida e eu e a tua mãe só temos de estar sempre aqui para te apoiar e ajudar.

-Mas...-Aquelas palavras do meu pai tinham-me descansado um pouco, ele não me iria obrigar a fazer o que eu não queria mas sabia que havia um mas, uma razão para tudo o que ele tinha dito no dia anterior.

-Mas há uma razão para eu ter dito o que eu disse ontem. 

-Espera tu achas que tens razão?

-Na parte em que digo que é complicado ser pai ou mãe com a vossa idade, sim.

-Eu acredito que sim! Mas como é que sabes isso?

-Eu falo por experiência própria.

-Por experiência própria?-Perguntamos eu e a minha irmã ao mesmo tempo.

-Tinhas quase 30 anos quando a Ana nasceu!-Disse a minha mãe.

-Eu fui pai aos 20 anos, a tua idade filha!

-O que?-Perguntei eu.

-Temos mais uma irmã ou irmão?-Perguntou a minha irmã, a olhar para a minha mãe.

-Não olhes para mim!

-Pai?

-Irmão. Desculpem nunca vos ter contado isto mas é passado.

-Passado?-Perguntei eu, já o pouco exaltada. O Enzo percebeu isso e juntou a mão dele à minha.-Por mais passado que seja...nós somos tuas filhas...a mãe é tua mulher...não achas que nos devias ter contado?

-Sim mas...eu quando te conheci o meu filho já tinha dois anos e eu tive medo que te afastasses de mim por ter um filho.-Falava agora para a minha mãe, sempre a olhar nos olhos dela.

-Achas mesmo? Eu gostava e gosto tanto de ti que nunca me afastaria por isso.

-Então quando conheces-te a mãe já não estavas com a mãe do teu filho?-Perguntou a minha irmã.

-Não! Nós separamo-nos quando ele tinha 1 ano.

-Nem sei que dizer.-Disse a minha mãe.

-Desculpem! Espero que isto não estrague a união que a nossa família sempre teve.

-Por mim não. Tu sempre foste um bom pai e sempre estiveste presente.

-Por mim também não!

-Desculpem meter-me mas acho que vocês deviam ver isto pelo lado positivo, pelo menos tu e a Catarina!-Disse o Enzo.

-Sim, têm um irmão que não conhecem e podem fazê-lo!-Disse o Nico.

-Secalhar! Pai, achas que podemos falar com ele?-Perguntou a minha irmã.

-Eu afastei-me demasiado e não sei nada dele há algum tempo.

-E não há maneira de o encontrares?-Perguntei eu.

-Posso tentar falar com a mãe dele mas também não falo com ela há algum tempo.

-Então depois vemos isso.-Apesar de algum entusiasmo que se estava a instalar em mim e na minha irmã, apercebemo-nos que devíamos deixar os nossos pais sozinhos a conversar.Fiz-lhe sinal e ela percebeu logo.

-Bem eu e o Nico vamos-nos embora. Vocês precisam de conversar.

-Sim, eu e o Enzo também vamos.-Despedimo-nos deles e saímos os quatro de casa. 

Estávamos já na rua, junto aos carros quando o meu telemóvel apitou com uma mensagem. Retirei o telemóvel da mala e quando olhei para o visor, vi o nome de quem menos esperava receber uma mensagem.
-------------------------------------------------------------------------------------------
Olá
E este foi o 25º Capítulo!
Espero que tenham gostado e que deixem os vossos comentários!
Besos!

4 comentários:

  1. Olá. Gostei deste capitulo :)
    Amei a queda do Enzo e o gozo do Marcos e da Ana eheeh :P
    Agora falando mais a sério...a Ana tem um irmão?...que grande bomba :O
    Estou ansiosa para saber quem é ele e como é ele :)
    E também quero saber de quem é a sms ;)
    Espero pelo próximo sff bjs

    ResponderEliminar
  2. Adorei, adorei, adoreeiii!!
    Marcos gozar com Enzo e, ainda por cima, juntar-se à namorada dele? Oh pá XD é rir muito!! E ainda bem que o pai decidiu ser honesto e contar a verdade à familia. E elas que conheçam o irmão e que ele seja mais um membro da família, apesar de ser complicado devido à distância.
    E de quem será a sms???

    Vá quero o próximo.
    Besos.
    Ana Patrícia.

    ResponderEliminar
  3. OLAAA, atrasada eu sei, disculpaaa
    Tau ali a gozar com o Enzo, há que o fazer não é verdade?
    Tem um irmão :o são coisas estranhas de se saber realmente , mas teve coragem de contar à familia é muito bom
    Agora quero saber de quem é a mensagem
    Espero o proximo
    Beijinho, *Rita

    ResponderEliminar